Blog Widget by LinkWithin
Connect with Facebook

sexta-feira, 6 de março de 2009

Vie de merde!

Há situações na vida em que levamos porrada de todos os lados e, por uma série de circunstâncias, somos os últimos elos da cadeia. Aí, há que se encontrar um cachorro para chutar ou ficar com o sapo entalado na garganta.

Se você se sente assim, engasgado(a) e atrofiado(a) pela ausência de um cão para segurar pelo rabo e impotente diante da premente necessidade de botar a boca no trombone, preparar a chuteira e disparar seu próprio torpedo envenenado, sossega leão(leoa)!


Já existem sites os mais diversos para que a sua frustração e indignação diante da opressão diária possam ser diretamente canalizadas e enviadas para a humanidade. São verdadeiros condutores de raiva, ódio e impotência que podem ser transportados pelas artérias virtuais da web sem que se entre em guerras particulares ou públicas que não levam a nada.


Nada contra as pessoas que falam o que se lhes vai na telha. Mas, calma! Nem tudo pode ser dito: as palavras são metade de quem as fala e metade de quem as ouve. Portanto, se você se classifica como uma pessoa que não leva desaforos para casa e é conhecido(a) pelo temperamento de pavio curto que explode ao menor sinal de combustão, esteja proporcionalmente preparado(a) para o fogo de retorno.


Uma prova de que a angústia não pode ser contida e deve ser exposta para a respectiva elaboração são os sites de relatos, de segredos e de reclamações contra a vida que fazem sucesso no mundo todo. São verdadeiros confessionários. Bit torrentes de compartilhamento de fatos que, de fato, não significam nada para o outro. Contudo, pode dizer muito de você mesmo(a). Nesses sites, você pode fazer uploads (carregamentos) de toda a sua frustração e, carga efetuada, despejá-la no imenso lixão que vaga na internet.


Na França, precursora desse tipo de descarrego, o site viedemerde.fr (Vida de Merda) registra situações cotidianas de azar e pequenas tragédias do usuário. É um dos dez sites mais acessados do país. A versão norte-americana - fmylife.com - (Fudeu Minha Vida) do site francês também repete a trajetória bensucedida do original.  A regra do fmylife.com é que todas as histórias - verídicas ou não - comecem com a palavra "hoje" e terminem com a a sigla "FML" (Fuck My Life).

Olha um exemplo do FML: "Hoje recebi meu passaporte pelo correio. Eles erraram minha data de aniversário. Peguei minha certidão de nascimento que mandei junto com o pedido e descobri que meus pais comemoram o meu aniversário no dia errado há 16 anos. FML". No fmylife.com, as categorias são "amor", "dinheiro", "crianças", "trabalho", "sexo", "saúde" e "diversos". Os(as) leitores(as) podem opinar sobre os relatos por meio de duas opções: "Concordo, sua vida é foda!" ou "Você mereceu!".


E a França tem outras alternativas como o site ratersavie.com (Fracasse em Sua Vida). É mais um site especializado em fazer humor sobre tragédias pessoais. O nome do site é uma alusão ao publicitário francés Jacques Seguela que disse que qualquer um que não conseguisse comprar um relógio Rolex até os 50 anos teria fracassado na vida. Haja fracassados pelo mundo! Outros sites, também franceses, que seguem a mesma linha do Vie de Merde são o jaipasdechance.com (Eu Não Tenho Sorte) e jobdemerde.com (Trabalho de Merda).

No Brasil, entre outros, há o correspondente vidademerda.com, com algumas reclamações de usuários. Há um outro, o Reclame Aqui, mais voltado para relações entre empresas e consumidores. A não ser fóruns e comunidades do Orkut, não encontrei outros sites diretamente voltados ao registro sobre o quanto a vida, o trabalho e a falta de sorte podem afetar as pessoas.


Para aqueles(las) que se frustam na impossibilidade de expressar mágoas ou xingar, a internet continua a ser uma fonte contínua de alternativas. O blog dos EUA postsecret.blogspot.com, que tem versões em francês e espanhol e registra a impressionante marca de mais de 220 milhões de visitantes, é especializado na postagem de segredinhos do tipo "acidentalmente, eu vi a minha avó pelada" ou "eu trabalho em uma clínica médica e eu gosto quando eu posso ver o pênis de um homem pelo raio-X". Hilário e bizarro, não é?

Outro site, também norte-americano, é o mysecret.tv, com confissões literais relacionadas a sexo, pornografia e adultério. O site pertence à LifeChurch.tv, um consórcio de igrejas evangélicas protestantes e luteranas. O ivescrewedup.com, também ligado a igrejas, é outro confessionário virtual.


Portanto, você não precisa conter as erupções que insistem em arremeter dos pequenos vulcões que ameaçam a sua saúde. Se você é do tipo que solta fogo pelas ventas em particular e costuma aparentar cara de paisagem para consumo externo, solte-se. La vie pode ser une merde, mas, se você conseguir dar descarga de tudo para as tubulações do mar sem fim virtual, o esgoto pode muito bem dar cabo da produção diária de excrementos próprios e alheios. Credo! Que escatológico!

4 Comentários:

Anônimo disse...

Olá Red:

Tenho vindo a criar uma adoração por este tipo de sites. Desde que descobri o "postsecret" nunca mais deixei de ser uma aficionada e vou lá "checkar" todos os Domingos, os segredos...Um que visito parecido com os 1ºs que mencionaste é "my life is crap", Só ´título faz rir...Há ainda um que é um pouco diferente, mas que se baseia nas mesmas premissas: as pessoas partilham histórias de como foi o seu dia. O título em inglês é: how was your day. Bem, muito obrigada por este post. Como sempre excelente!

beijo

Ana

La Voyageuse disse...

Red,

É curioso que os sites de descarrego sejam, na sua maioria, franceses. Diz a lenda ou o estereotipo que o franceses sao conhecidos por serem râleurs, ou seja, reclamoes. Parece que eles ralham contra tudo e todos e estao sempre dispostos a um bom debate. Talvez nao por acaso, uma das primeiras palavras que aprendi na França foi justamente merde e putain de merde!


Beijo

Redneck disse...

Ana, obrigado você. Creio que esse tipo de site ou blog assemelha-se muito a um divã de analista. Na falta de tempo e dinheiro para contarmos nossas mazelas a um profissional teoricamente credenciado para isso, o fazemos em público e anonimamente. Pela popularidade desse tipo de site, creio que é tão válido quanto um psicólogo de carne e osso. Beijo!

Redneck disse...

La Voyageuse, a surpresa do fundador do viedemerde.fr foi exatamente isso que você disse: quando o site estreou nos EUA, ele achava que, por ser um comportamento típico de franceses, o xingamento sobre tudo e todos não chamaria muito a atenção dos norte-americanos. Se é ou não típico de franceses, não sei. Mas, quem é que não gosta de xingar ou fazer qualquer coisa dessas que estão no post sem ser descoberto? Beijo!

Autor e redes sociais | About author & social media

Autor | Author

Minha foto
Redneck, em inglês, define um homem rude (e nude), grosseiro. Às vezes, posso ser bem bronco. Mas, na maior parte do tempo, sou doce, sensível e rio de tudo, inclusive de mim mesmo. (Redneck is an English expression meaning rude, brute - and nude - man. Those who knows me know that sometimes can be very stupid. But most times, I'm sweet, sensitive and always laugh at everything, including myself.)

De onde você vem? | From where are you?

Aniversário do blog | Blogoversary

Get your own free Blogoversary button!

Faça do ócio um ofício | Leisure craft

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!

NetworkedBlogs | NetworkedBlogs

Siga-me no Twitter | Twitter me

Quem passou hoje? | Who visited today?

O mundo não é o bastante | World is not enough

Chegadas e partidas | Arrivals and departures

Por uma Second Life menos ordinária © 2008 Template by Dicas Blogger Supplied by Best Blogger Templates

TOPO