Blog Widget by LinkWithin
Connect with Facebook

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Keep walking

Escrevi em post anterior que posso, de repente, me desnudar e talvez fazer um ensaio (não tenham medo, não o farei sem antes adverti-los!). Eu disse para um amigo blogueiro que não pretendo transformar este espaço em um blog pornô. No entanto, um soft pornô até que rola, sabe! Ué! Você acha que não?


Outro dia, comparei São Paulo a Londres (obviamente, guardadas as devidas, justas e descabidas proporções). Me referia ao clima: ora frio, ora cinzento, ora chuvoso e até mesmo com um fog legítimo de Londres.


Há uns três dias, estamos como o diabo gosta: no calor dos infernos. Eu adoro o calor, o sol, o verão. Isto é, o meu cérebro adora muito tudo isso. Porque o corpo se escandaliza e, revoltado, entra num estado de malemolência e dormência que nada tem a ver com o que me vai pela cabeça. Acho ridículo isso. É como se eu fosse duas entidades separadas no nascimento. Gêmeos em mórbida dessemelhança. Ontem à noite caiu uma refrescante chuva de verão. Um ventinho, mais ligeiro que uma brisa, me acalmou (ao corpo). Mas não à mente.





Tive ímpetos de sair pelado na chuva. Juro! Estava ao telefone e até comentei com o interlocutor. Se eu estivesse no campo e não houvesse 87 mil olhos a me seguirem, eu teria saído em debandada feito um potro selvagem, totalmente revigorado pela água da chuva. Mas, cercado de prédios e com grande probabilidade de ser preso por atentado violento ao pudor (ui!), me contive e, no máximo, estirei o braço e a mão em direção às gotas. Não serviu para muita coisa. Mas, enfim, era o que tinha para o momento.


Hoje estou até meio catatônico: fiquei o dia inteiro no computador e o sol derreteu tudo lá fora. Agora é noite e ainda assim o ar está espesso. Parado, quase que me levita. De novo, me vem o ímpeto de rodopiar feito um animal aquático. Estava a pensar nisso quando me recordei do comercial do whisky Johnnie Walker (hummm.... adoro!). Mas a lembrança se deveu à peça publicitária daqueles homens-peixes que saem do mar, convertidos, para caminhar sobre a terra. Keep walking - continue a caminhar, diz o mote.





Eu continuo. Mas eu queria ir na direção contrária. Da terra para o mar. Às vezes, sou muito disperso. Me distraio e, de distração em distração, fujo completamente da primeira ideia para chegar a outra, lá no outro extremo. Ao buscar o vídeo dos homens-peixes, me deparei com outros que também posto aqui e que, de alguma maneira, fecham o círculo vontade de ficar nu/calor/água/comportamento primevo/chamado da natureza.


Abaixo, pois, posto mais dois vídeos que mostram a nudez masculina. Não! Não precisa sair da sala. Não há nada explícito ou hardcore! São vídeos absolutamente despidos - sem trocadilho - dessas tão atuais e violentas exposições do corpo humano.


É que, primeiro, num deles há a imagem que eu uso desde o início da criação deste blog como avatar da minha persona 'Redneck'. Por ora, me sinto, portanto, despido nesta figura e faço meu strip tease por meio desse quadro. O outro vídeo mostra obras de arte de todos os tipos com a figura do homem nu. Em ambos os vídeos, a trilha sonora é maravilhosa o bastante para que se mergulhe nessas águas. Com calor ou sem, convido você a tirar a própria roupa (de forma metafórica ou real, como queira), e divagar nessa diáfana nudez.







4 Comentários:

Ausência Instável disse...

Eitcha, estava me imaginando nessas aguas e todos esses corpos do lado
kk....

Eita menino que gosta de ficar pelado é vc viuuu!!!
kkkkkkkkkkkk..
adoroo..

Obrigado pela visitinha!
Aparece viu!
E qndo postar uma fotinha peladinho, avisa
kkkkkkkkkkkk

Beijao!!!

Redneck disse...

Presência, se tem um coisa de que gosto é de ficar pelado mesmo. Valeu a visita e apareça mais, com ou sem pelados. E quanto à foto, pode deixar. Avisarei lépido e fagueiro. Beijo!

pinguim disse...

Adorei estes vídeos e pesquisei outros do mesmo tipo no You Tube.
O corpo masculino é maravilhoso e exposto na sua nudez de forma natural torna-se fantástico.
Há várias formas de o expor: nestes casos dos dois últimos vídeos é apenas a exibição de arte; mas há também a exibição da nudez anónima, sem intuitos de pornografia, de pessoas que não sendo exibicionistas, não se importam e até apreciam mostrar a sua nudez e há várias formas de o fazer, sendo a mais comum, as praias nudistas.
Finalmente, a nudez sexualizada, com intuitos de natureza óbvia e que é lícita entre gente adulta, que pode ser mostrada de formas variadas, quer publicamente, quer em privado. Neste tipo de fotos a que não fico indiferente, claro, dou preferência a corpos adultos, trintões e quarentões, e se peludos, ainda melhor; mas é preciso não confundir isso com taradice ou vício.
Abraço.

Redneck disse...

Pinguim, eu também adoro esses vídeos. Quanto às formas de exibição, concordo com você. As de arte estão contextualizadas, as naturais são as mais deliciosas porque as pessoas se despem, sobretudo, das ideias preconcebidas e mostram-se sem se importar com determinadas estéticas que predominam na sociedade e a sexualizada tem, lógico, o apelo do sexo, do desejo e do tesão. Eu também não faço confusão nenhuma entre tara ou vício não: sou tarado, se é que se pode dizer isso sem parecer um adito sexual, a determinados corpos também, seja de vídeos, fotos ou reais. Na verdade, sou um viciado em corpos. Pronto, falei! Abraço!

Autor e redes sociais | About author & social media

Autor | Author

Minha foto
Redneck, em inglês, define um homem rude (e nude), grosseiro. Às vezes, posso ser bem bronco. Mas, na maior parte do tempo, sou doce, sensível e rio de tudo, inclusive de mim mesmo. (Redneck is an English expression meaning rude, brute - and nude - man. Those who knows me know that sometimes can be very stupid. But most times, I'm sweet, sensitive and always laugh at everything, including myself.)

De onde você vem? | From where are you?

Aniversário do blog | Blogoversary

Get your own free Blogoversary button!

Faça do ócio um ofício | Leisure craft

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!

NetworkedBlogs | NetworkedBlogs

Siga-me no Twitter | Twitter me

Quem passou hoje? | Who visited today?

O mundo não é o bastante | World is not enough

Chegadas e partidas | Arrivals and departures

Por uma Second Life menos ordinária © 2008 Template by Dicas Blogger Supplied by Best Blogger Templates

TOPO