Blog Widget by LinkWithin
Connect with Facebook

terça-feira, 5 de fevereiro de 2008

O tsunami que abalou a internet

Ontem, 04/02/2008, fez exatos seis meses que estou aqui, com este blog no ar.


Tudo começou numa tarde regada a chop no Consulado Mineiro, na praça Benedito Calixto (para os íntimos, Calixta), em Pinheiros, São Paulo.

Tendo à minha frente Patty, algo Diphusa com o movimento no entorno da praça, eis que a dita cuja me atira a palavra: "blog". Me perguntou, diphusamente: "Por que não fazemos um blog?".

Assim, do nada. Respondi que não tinha interesse, não ia ficar grudado no computador além do que eu já ficava por obrigação. La Diphusa insistiu. Disse que ia pensar. Depois de horas, devidamente tombados por alguns chops, nos despedimos. Patty me ligou mais tarde e disse que já havia criado seu próprio blog, então blig (do iG, lembra, Patty?). Eu fiquei atiçado e já fui direto para o Blogger.

E o Por uma Second Life menos ordinária começou a tomar forma. Gostei. Quis mais e mais. Era só uma brincadeira. Um messenger mais sofisticado. A minha única leitora era Patty. Depois, tive arroubos de leonino: quis extrapolar e propagandear meu blog. Avisei primeiro os amigos. Mais tarde, enviei para alguns e-mails. Depois, me inscrevi em serviços específicos de blog: searches, links, contadores etc.

Agora, seis meses depois, ainda não tenho um formato definido para o blog. O blog é para ser livre, de acordo com o meu pensamento e a minha vontade. Não é para ter uma linha editorial, posto que esta eu já tenho que seguir nos meus jobs. É para ser mesmo do jeitinho que é. Às vezes, penso em segmentar. Mas, está bem assim.

Abordo tudo. Não tenho limites. Me coloco muito aqui. É intencional. Nesses seis meses, deixei de postar apenas durante exatos onze dias. Um dia especificamente eu estava na minha cidade, quer dizer, no sítio, zona rural, sem wireless ou wiriline, e me esqueci completamente. Isso ocorreu em novembro (dia 17). Em dezembro, foi intencional: fiquei do dia 23 até o dia 1º. de janeiro (dez dias) deste ano sem publicar nada. Me desconectei do mundo.

Ainda no início, cheguei a postar diretamente do iPhone para não perder o hábito de colocar ao menos um post por dia no blog. Há diversas orientações de blogueiros profissionais: uma postagem por dia, de 3 a 4 por semana etc. Eu prefiro colocar pelo menos algum post novo no dia. Eu, como leitor, gosto de acessar um site ou um blog e encontrar novidades.

Não sei quantos blogs foram criados do dia 4 de agosto do ano passado para cá. Segundo as últimas informações estatísticas que eu encontrei, no Technorati (que monitora blogs no mundo todo), o último estudo "State of Blogosphere" data de abril do ano passado e contabilizava, até aquele mês, mais de 70 milhões de blogs no mundo. Conforme os dados, são criados mais de 120 mil blogs por dia e mais de 11 mil spam blogs diariamente.

Os spam blogs são aqueles que não têm nome e, em geral, têm conteúdo pornô. O Japão é o país número 1 na criação e no domínio de blogs, com 37% do total, seguido pelos países de língua inglesa, com 33%. Os blogs publicaram 1,4 milhão de posts por dia, o que equivale a 58 mil posts por hora. Bem, esta estatística está com uma defasagem de quase um ano, o que permite supor que os números estão bem diferentes. Este post é ilustrado por dois gráficos do Technorati, defasados, mas, ainda assim, representativos da expansão dessa nova mídia que somos nós, blogueiros.

No imenso mundo da blogosfera, me ocorreu uma feliz coincidência: uma blogueira me visitou, me deixou um comentário e eu fui ao seu blog, Pitacos da Naninha. De link em link, descobri que o primeiro post da colega data de 4 de agosto de 2007, ou seja, exatamente a mesma data em que Patty e eu começamos a surfar (ou seria surtar?) nos nossos blogs.

Dias desses, recebi um e-mail que comunica a realização da Proxxima 2008, que é um encontro internacional de comunicação digital promovido pelo jornal Meio & Mensagem e pela A5 (assessoria especializada em mídia, entre outras), que será realizado nos dias 11 e 12 de março. Um dos seminários é "O fenômeno dos blogs. Já chegou a hora de virar mídia?" e terá a participação dos seguintes colegas: Alexandre Fugita, do TechBits; Carlos Cardoso, do Problogger; Cláudio Roca, do BlogTV; Edney Souza, do Interney; Fabio Seixas, do Camiseteria; e Renato Shirakashi, do Via6.

E alguém aí duvida que já somos uma mídia mais poderosa que nunca? Eu não. Parabéns a toda a comunidade blogueira. Ao contrário do tsunami que destrói, a onda blogueira já cobriu a web e promete continuar a provocar abalos sísmicos na rede. Ao futuro!!!



5 Comentários:

Patty Diphusa disse...

Isso aí, amigo..Boralá...

Adorei a vaca tristinha naquele carrinho, tadinha. E o ninguém? Nós vamos gravar um dia um bem legal, não vamos?

Bjs

marco* disse...

acho que o blog deve continaur mesmo centrado nessa liberdade do texto....mas eu adoro ver o design, o layout, a concepção que traz uma certa identidade... confesso que como leitor, a noite eu fico meio vesgo com as cores...rsrs abraço e parabens

Sig Mundi disse...

Parabéns!
Realmente é algo viciante. Mas é muito bom colocar o que tem vontade, divagar em idéias, não ter limites, sentir-se livre. A blofesfera cresceu muito, não sabia destes números!

bjs, andrea

leve&solto disse...

Sou péssima pra números, estatísticas e etc.

Porém, não posso negar o quanto me faz bem passear pelos blogs, comentando ou não!

E o seu blog, em especial, sempre me faz bem... sua sensibilidade, sinceridade, nada piegas, lay out super bacana e textos instigantes!

Vício? Sim sinto-me totalmente dependente disso tudo, mas numa boa, e um vício "do bem"... que informa, traz questionamentos, risadas... enfim, tudo de bom!

Viva a Patty pelo empurrão inicial!! E pra vc só digo: Não pare!!!!

beijo carinhoso

Mara

Redneck disse...

patty, nós faremos uma dança desconexa, de gente que tem dislexia. beijo.

marco*, valeu! abraço.

andrea, é um vício mesmo. beijo.

mara, obrigado pelas palavras carinhosas. nem penso em parar. beijo.

Autor e redes sociais | About author & social media

Autor | Author

Minha foto
Redneck, em inglês, define um homem rude (e nude), grosseiro. Às vezes, posso ser bem bronco. Mas, na maior parte do tempo, sou doce, sensível e rio de tudo, inclusive de mim mesmo. (Redneck is an English expression meaning rude, brute - and nude - man. Those who knows me know that sometimes can be very stupid. But most times, I'm sweet, sensitive and always laugh at everything, including myself.)

De onde você vem? | From where are you?

Aniversário do blog | Blogoversary

Get your own free Blogoversary button!

Faça do ócio um ofício | Leisure craft

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!

NetworkedBlogs | NetworkedBlogs

Siga-me no Twitter | Twitter me

Quem passou hoje? | Who visited today?

O mundo não é o bastante | World is not enough

Chegadas e partidas | Arrivals and departures

Por uma Second Life menos ordinária © 2008 Template by Dicas Blogger Supplied by Best Blogger Templates

TOPO