Blog Widget by LinkWithin
Connect with Facebook

segunda-feira, 28 de julho de 2008

Meu aniversário!


Cumprido o ritual de passagem, sabe que nem doeu? Há pouco mais de duas semanas, retornei do interior com a missão de dar cabo de dois jobs: um, com deadline para hoje, 28; outro, amanhã, 29.

Porque, na vida de um freelancer, os jobs se aglutinam ou são escassos. Nunca equilibrados. Daí que você tem que tomá-los ainda que não saiba muito bem o que será de você quando tudo findar.

Nas duas últimas semanas, fiz dezenas de entrevistas, apurei fatos, busquei dados, obtive boas entrevistas. Tudo o que compõe a matéria redondinha que você, leitor(a), lê e gosta ou não.

Como trabalho para publicações especializadas, e não para a Caras ou a Contigo, muito provavelmente você nunca leu minhas matérias - técnicas, laboriosas, cheias de especificidades para áreas segmentadas.

Foram praticamente duas semanas inteiras de apurações e, no final, o que sobra são dezenas de anotações: palavras riscadas rapidamente em cadernos para acompanhar o entrevistado. Depois, o trabalho minucioso para decifrar aquela letra que nem a medicina produz equivalente.


Hoje, com um dos prazos finais estabelecidos, foi, a um só tempo, um dia glorioso e exaustivo. Desde a última sexta-feira, escrevo. Deslizo os dedos pelo teclado para dar forma às oito matérias finais que comporão um só bloco que, no mínimo, deve ser de fácil leitura.

De ontem (domingo) para hoje, escrevi das 14 horas às 5 horas da manhã. A produção foi boa, mas, não a ponto de eu concluir tudo. Sobraram-me três matérias e alguns box (pequenos textos). Os concluí, finalmente, às 23 horas desta segunda.

Hoje, segunda, 28, atordoado por tanta informação que deve ser compilada em número exato de caracteres, fui cercado da vasta multidão que são minha família, amigos, irmãos, primos, colegas, blogueiros e até mesmo pessoas que não conheço (ou penso que não).



Recebi mensagens por e-mail, por celular, atendi chamadas durante todo o dia (ainda fiz algumas entrevistas), recebi um presente maravilhoso (que você, que me deu, tem uma sensibilidade perfeita, em sintonia com o meu momento), recebi um cartão cujo remetente também teve o timing perfeito entre o envio, lá de longe, e a recepção, por mim, no dia exato.

Recebi carinho de todos os lados, o que fez com que minha exaustão, minha fome, meu sono, meu modo de lidar com tantas informações fosse tudo mais ameno. Estive sozinho o dia todo, colado à tela do computador. Contudo, das 9 horas da manhã às 23:58 horas, me senti mais do que frequentado por todos vocês.

Não sei que melhor meio de se trabalhar do que este: estar cercado por todos, de diferentes origens e laços. Ainda não tive tempo para agradecer individualmente. Orkut, Facebook, SMS, e-mail, ligações não-atendidas (me perdoem, a linha estava ocupada, quase sempre, e, quando não atendo o celular, é porque estou em plena entrevista de trabalho).

Queria abraçá-los, a todos, todos vocês que fizeram algum tipo de conexão comigo nesta segunda-feira. Porque garanto que me senti cercado por essa corrente, sem pretensões esotéricas ou qualquer outro tipo de explicação sobrenatural. Apenas carinho, foi tudo o que senti.

Agora, nesta terça-feira, 29, parto para mais um job que, até às 24 horas, deve ser entregue. Aproveitarei a imensa energia que recebi para concluir o às vezes muito árduo ofício do jornalismo.

Um beijo, um abraço. Amo todos vocês!

(me desculpem a falta de jeito: as fotos são de um bolo de chocolate e de maria-mole. Por quê? Me deu vontade, me deu saudade da maria-mole lá do interior e, ao contrário do que se clama que em casa de ferreiro, o espeto é de pau, em casa de cozinheiro, a colher é que é de pau. Fiz o meu próprio bolo e as maria-moles por vontade, gula, sim, mas, sobretudo, por simples vontade e para me livrar do computador por alguns momentos. Ah! O bolo tem recheio e cobertura!)

5 Comentários:

Diana disse...

Querido,
Sim, sim, você é cheiroso, legal, bonito e fino (pelo menos por enquanto). Também é o centro das atenções (mas só hoje, tá?). Ah, e sim, sim, eu te amo -- e isso pode anotar que é pra sempre.

leve&solto disse...

Red querido,

Mesmo sem conhecer vc no "olho no olho" fiz uma imagem que bate com várias descrições feitas por vc!
Imagino o Red cheiroso, chiquérrimos, legal com quem merece, bonito, educado e se necessário, "rodando a baiana" com quem cutucar demais o leão...rs

Tudo de melhor pra vc.. inclusive que o cupido seja camarada e que saiba escolher a dedo alguém que mereça um Red tão especial quanto vc.

beijo enorme e abraço cheiroso..

Mara

Luísa disse...

Querido, um beijo, um queijo (brie?), um vinho tinto, um tudo de bom pra você. Você merece toda esta atenção, afinal, leonino, cheiroso e fino você é. Um beijo grande.

Mystic Horseman disse...

QUERO SER O PRIMEIRO !!!
PARABÉNS ! FELICIDADES !

Um grande abraço prá vc, Red meu velho, de leonino para leonino.
O meu foi sábado passado, dia 26.
Fiz meu upgrade para a versão 3.6

Luz e Paz
HorseMan

Redneck disse...

Diana, idem, ibidem. Te amo, mas somente hoje. Beijo!

Mara, obrigado pelo carinho e, em especial, pela referência ao Cupido (estou engasgado com as penas até agora). Beijo!

Luisa, obrigado, criatura etérea. Beijo!

HorseMan, valeu leonino, parabéns para você também. Abraço!

Autor e redes sociais | About author & social media

Autor | Author

Minha foto
Redneck, em inglês, define um homem rude (e nude), grosseiro. Às vezes, posso ser bem bronco. Mas, na maior parte do tempo, sou doce, sensível e rio de tudo, inclusive de mim mesmo. (Redneck is an English expression meaning rude, brute - and nude - man. Those who knows me know that sometimes can be very stupid. But most times, I'm sweet, sensitive and always laugh at everything, including myself.)

De onde você vem? | From where are you?

Aniversário do blog | Blogoversary

Get your own free Blogoversary button!

Faça do ócio um ofício | Leisure craft

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!

NetworkedBlogs | NetworkedBlogs

Siga-me no Twitter | Twitter me

Quem passou hoje? | Who visited today?

O mundo não é o bastante | World is not enough

Chegadas e partidas | Arrivals and departures

Por uma Second Life menos ordinária © 2008 Template by Dicas Blogger Supplied by Best Blogger Templates

TOPO