Blog Widget by LinkWithin
Connect with Facebook

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Kairos, Chronos, a transitoriedade e a eternidade

Einstein, na minha opinião, foi quem melhor definiu o tempo, com a teoria da relatividade. O tempo físico, se é que se pode dizer assim, contado em calendários e relógios em unidades de segundos, minutos, horas, dias, semanas, meses, anos e séculos, é algo quase palpável. Mas nem mesmo esse tempo físico é universalmente aceito.

O tempo de um minuto pode ser nada ou soar como a eternidade e um dia. Depende do contexto. Demora-se para viajar do Brasil à China mas, se você dorme durante quase todo o voo, o tempo desaparece. Você pode perder tempo em fazer nada, de pura preguiça. Pode ganhar (ou achar que) tempo ao andar numa estrada a 160 Km/hora quando o limite é de 120 Km/hora.


(Relógio atômico, de precisão)

Tempo é indefinição. É entidade, sensação, feito de memória. Tempo passado, presente e futuro. Quem sabe? Mede-se o tempo porque necessitamos, os homens, de padrões, de medidas, de comportamentos para nos adequarmos e nos confortarmos com o desconhecido. Domamos o tempo e o aprisionamos em relógios para, assim, administrar nosso próprio temor ante o fato de não tê-lo, o tempo, em nossas mãos. Que, na verdade, não o temos.

A ampulheta é uma feliz representação do tempo. Pois que o tempo se esvai feito a fina areia e nossos dedos não têm malhas traçadas o suficiente para prendê-la, a areia. Sabe-se que crianças e adultos com doenças neurológicas e psiquiátricas não têm a menor dimensão do que é o conceito de tempo. Porque somos nós, adultos, que o sentenciamos.

Os gregos, sempre os primeiros a descortinar para nós, descendentes, as espessas trevas do desconhecimento, o definem de duas formas: chronos, para medir o tempo cronológico, sequencial, de relógios e calendários; e kairos, que significa o 'momento certo', 'oportuno', o exato momento, indeterminado no tempo, em que algo especial (para mim ou para você) acontece.


(Chronos, o deus do tempo racional)

Hoje, 4 de agosto de 2009, segundo o conceito chronos, o tempo do meu blog fecha-se em 2 anos. Faz dois anos que estou aqui, a usar esta mídia. Entro, agora, no 3º. ano (ainda em chronos), de publicação no blog.

Não vou falar de números. Bastam os relógios e calendários. Vou falar do outro tempo, kairos, do tempo oportuno. Oportunidade de falar às pessoas, de dar e receber. De mudar, conforme chronos, de vida, e outra vida e mais uma. Em dois anos chronos, mudei bastante. E também, em outras instâncias, permaneci o mesmo. Em dois anos kairos, nem sei avaliar. Cresci, me alarguei (em corpo, é verdade, mas em espírito, sobretudo).

Conheço mais pessoas, não mais limitado ao tempo, e sim ao espaço geográfico. Por aqui, por este espaço virtual, passou mais da metade do mundo. Pelo menos é o que indicam os registros dos widgets de países: entre um e outro, são mais de 120 países que, espontaneamente ou não, passaram por estas plagras.


(Kairos, o deus do tempo oportuno)

Não fosse o blog, e eu jamais teria tantos seguidores, que, mesmo a não ser um profeta, a mim me comove que nos sigamos uns aos outros pela internet afora, feito rebanhos desgarrados sabe-se lá do quê.

Pois, volto ao tempo, que se pressiona pela pressa ou pela demora, depende apenas de você olhar com olhos de chronos ou de kairos, e celebro aqui os dois anos deste Por uma Second Life menos ordinária com orgulho de pai. E o início deste terceiro ano que já começou e no qual pretendo trilhar os mais variegados caminhos com todos que por aqui passarem, de chofre ou de caso pensado. Obrigado, caro(a) leitor(a), que faz essa minha pequena aldeia ser universal.

6 Comentários:

Teena in Toronto disse...

Happy blogoversary!

UFMing disse...

Muitos mais belos e longos anos aqui no irreal-surreal-virtual! tchim tchim e manda festa!!! p.s. se sobrar bolo, mesmo "ratado", manda pra mim... nham nham.

parabéns second-3

La Voyageuse disse...

Parabens pelo novo visual. Gostei muito! Vida longa ao Por uma Second Life menos ordinaria!

Redneck disse...

Teena, thank you! I'm your follower!

Redneck disse...

UFMing, na companhia de pessoas como você, seja por meio virtual ou não, posso muito bem pensar em longos anos. E, claro, haverá bolo, feito por mim. E não será 'ratado'. Beijo! Gostei do Second-3.

Redneck disse...

La Voyageuse, legal que você tenha gostado. Gastei bastante tempo para ficar desse jeito e tive que domar o Blogger. Difícil, mas saiu. Vida longa, pois, até a próxima mudança. Que a gente nunca para, né! Beijo!

Autor e redes sociais | About author & social media

Autor | Author

Minha foto
Redneck, em inglês, define um homem rude (e nude), grosseiro. Às vezes, posso ser bem bronco. Mas, na maior parte do tempo, sou doce, sensível e rio de tudo, inclusive de mim mesmo. (Redneck is an English expression meaning rude, brute - and nude - man. Those who knows me know that sometimes can be very stupid. But most times, I'm sweet, sensitive and always laugh at everything, including myself.)

De onde você vem? | From where are you?

Aniversário do blog | Blogoversary

Get your own free Blogoversary button!

Faça do ócio um ofício | Leisure craft

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!

NetworkedBlogs | NetworkedBlogs

Siga-me no Twitter | Twitter me

Quem passou hoje? | Who visited today?

O mundo não é o bastante | World is not enough

Chegadas e partidas | Arrivals and departures

Por uma Second Life menos ordinária © 2008 Template by Dicas Blogger Supplied by Best Blogger Templates

TOPO