Blog Widget by LinkWithin
Connect with Facebook

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

Rastreio de Cozinha - 104


Pelo terceiro dia consecutivo, faltei. A febre cedeu, de fato. Mas, ainda me sinto bastante debilitado para encarar um metrô lotado e quatro aulas teóricas. Creio que há uns três ou quatro anos não tinha uma gripe tão forte como essa.


Estou agora feito aquelas cidades que sobrevivem após a passagem dos furacões: cheio de remendos a serem feitos. Meu corpo dói, ainda tenho tosse e volta e meia tenho dor-de-cabeça. Mas, a febre, que derruba mesmo, essa, acredito, já passou.

Até tentei reagir hoje: fui à padaria, comprei pão doce, pão salgado, doce, sucos, leite. Quando a vontade de comer retorna, é um bom sinal. Mas, a padaria fica a cerca de 200 metros e somente o fato de eu ir até lá e voltar me fez ver que ainda não estou pronto para nada. São assim as minhas super-gripes: me tombam feio!

Por enquanto, sei que perdi um monte de coisas na faculdade: presença, trabalhos a serem entregues (mini-trabalhos), providências que já devem começar a ser tomadas etc. etc. Sem falar no meu trabalho, que está relegado a segundo plano como se eu não tivesse prazo (tenho matérias para entregar até esta sexta-feira).

Mas, não consigo me estressar. Tenho sono a maior parte do dia. Creio que em função dos remédios. Se for esse preço, não tenha dúvidas: prefiro sacrificar uma semana de faculdade a ficar doente por mais tempo.

Engraçado que sempre queremos mais tempo. Estou com um monte de tempo disponível e a única coisa que tenho feito é dormir e assistir TV. Até ler, que é a minha atividade preferida, ficou para depois. Não consigo me concentrar em nada durante muito tempo. A gripe, além de me debilitar fisicamente, me debilita mentalmente.

Não quero me comprometer e afirmar que amanhã retorno à carga. Não gosto de faltar na faculdade, mas, nesse caso, foi por um motivo bastante aceitável. Já disse antes aqui no blog: sou CDF. Contudo, também conheço meus limites e, quando se trata de saúde, sou capaz de quebrar qualquer outro princípio que eu prezo.

Ainda não estou totalmente bem, mas, estou melhor. Então, vou na toada de um dia por vez, passo-a-passo. Como eu mesmo escrevi na segunda-feira, o ciclo da gripe é assim mesmo. Daqui a pouco, estou bem, e a lembrança dessa desaforada gripe será somente um pontinho no horizonte do passado.

2 Comentários:

La Voyageuse disse...

Red,

O importante é vc se curar defintivamente dessa gripe e evitar qualquer recaida por conta de um tratamento mal admnistrado. Para isso, nada melhor do que descanso, alimentaçao e medicamentos corretos. O resto, da-se um jeito depois. Espero que vc fique bem logo.

bjo

Redneck disse...

La Voyageuse, estou quase bom. Sobraram a tosse e as dores lombares. Depois de tanta febre, estava na cara que a convalescença não ia ser fácil. Beijo!

Autor e redes sociais | About author & social media

Autor | Author

Minha foto
Redneck, em inglês, define um homem rude (e nude), grosseiro. Às vezes, posso ser bem bronco. Mas, na maior parte do tempo, sou doce, sensível e rio de tudo, inclusive de mim mesmo. (Redneck is an English expression meaning rude, brute - and nude - man. Those who knows me know that sometimes can be very stupid. But most times, I'm sweet, sensitive and always laugh at everything, including myself.)

De onde você vem? | From where are you?

Aniversário do blog | Blogoversary

Get your own free Blogoversary button!

Faça do ócio um ofício | Leisure craft

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!

NetworkedBlogs | NetworkedBlogs

Siga-me no Twitter | Twitter me

Quem passou hoje? | Who visited today?

O mundo não é o bastante | World is not enough

Chegadas e partidas | Arrivals and departures

Por uma Second Life menos ordinária © 2008 Template by Dicas Blogger Supplied by Best Blogger Templates

TOPO