Blog Widget by LinkWithin
Connect with Facebook

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

En la isla bonita con Alejandro y Fernando

O princípio





O meio





O fim






2 Comentários:

pinguim disse...

Pode ou não gostar-se de Lady GaGa; eu pessoalmente não gosto! Há limites ao artificialismo total, à única meta que interessa: vender uma "marca".
Os Abba, vendiam, havia marketing, com certeza, mas as suas músicas, quem as não conhece hoje?
Madonna tem ao seu serviço uma imensa equipa profissionalmente muito eficiente, mas é ela, com a experiência dos seus 50 anos, com o seu percurso feito de escândalos, mas de boa música e de uma excelente voz, que a elevaram ao expoente máximo da "divindade" musical de uma época.
Questiono, talvez com alguma suspeita, o que ficará de Lady GaGa daqui a uns anos? O acerto de vídeos extremamente bem elaborados ao serviço de uma "clonagem" estudada ao mínimo pormenor? É pouco, possivelmente...

Redneck disse...

Pinguim, é isso mesmo. Outro dia, fiz um post exatamente sobre o fenômeno GaGamania e de como se constrói uma carreira nos dias atuais. O ABBA eu o considero um clássico. Surgiu numa época que hoje parece distante, em que não havia globalização e tampouco todo esse aparato mercadológico que invade todas as mídias. A Madonna já surgiu em outro contexto e, ainda assim, foi, de certa forma, pioneira no uso do marketing a favor dela. Soube como ninguém usar todos os meios e recursos para atrair a si a atenção e, consequentemente, vender. Funcionou e ainda funciona. Agora, no cenário brasileiro e mundial, o que vemos é 'carreiras' lançadas aos fogos de muita divulgação, de 'fatos' fabricados e de vendagens estratosféricas. No entanto, prevalece, na minha opinião, o talento. Quem o tem, fica. E volto ao ABBA: são conhecidos no mundo inteiro sem que tivessem que usar os recursos tão globalizados que temos hoje. Abraço!

Autor e redes sociais | About author & social media

Autor | Author

Minha foto
Redneck, em inglês, define um homem rude (e nude), grosseiro. Às vezes, posso ser bem bronco. Mas, na maior parte do tempo, sou doce, sensível e rio de tudo, inclusive de mim mesmo. (Redneck is an English expression meaning rude, brute - and nude - man. Those who knows me know that sometimes can be very stupid. But most times, I'm sweet, sensitive and always laugh at everything, including myself.)

De onde você vem? | From where are you?

Aniversário do blog | Blogoversary

Get your own free Blogoversary button!

Faça do ócio um ofício | Leisure craft

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!

NetworkedBlogs | NetworkedBlogs

Siga-me no Twitter | Twitter me

Quem passou hoje? | Who visited today?

O mundo não é o bastante | World is not enough

Chegadas e partidas | Arrivals and departures

Por uma Second Life menos ordinária © 2008 Template by Dicas Blogger Supplied by Best Blogger Templates

TOPO