Blog Widget by LinkWithin
Connect with Facebook

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Tango é um pensamento triste que se pode dançar

"O tango é um pensamento triste que se pode dançar", cravou o poeta, compositor, ator e autor teatral argentino Enrique Santos Discépolo Deluchi, ou simplesmente Discepolín. Não há muita informação disponível sobre a origem do tango: talvez descenda da cubana habanera, música genuína da ilha de Fidel. Sabe-se que o tango era interpretado com violino, flauta e violão nos prostíbulos de Buenos Aires e de Montevidéu.


Outra vertente (uma lenda, dizem, mas acredito mais nas lendas do que na história oficial) afirma que o tango teria começado nas prisões, entre os detentos masculinos, para estimular o sexo anal e oral entre os homens (hummm...). Uma vez livres, esses homens iam viver na periferia de Buenos Aires e era nesses bairros pobres que dançavam, com os rostos virados, sem se fitar. Eis a versão homoerótica do tango.


Se o tango é um pensamento triste que se pode dançar, eu poderia também remeter a outros dois gêneros musicais: a fossa, não a fossa para armazenar detritos, se bem que é um ponto a se considerar, e sim a música de fossa, bem brasileira, aquela feita para se lamentar, para sofrer a dor do amor perdido, da ausência, da traição, do chifre; e o fado, tão português quanto triste, antigo, de 1840 e até antes. Fado, destino, triste. Logo, tudo triste, o tango, a fossa e o fado.




Minto! Triste apenas a fossa e o fado. Foi triste assim a partida entre Brasil e Portugal (salve Cristiano Ronaldo!) nesta sexta-feira que, diria, é da compaixão, e não da paixão. Que deixou a todos (não sei quanto aos portugueses) frustrados, depenados de paixões e prenhes de uma tristeza que um tango lá longe começa a despontar feito um casal de rostos colados, porém que não se fitam, enamorados, e sem ousar entreolhar-se porque proibidos. Mas a dançar a dança sexual cheia de desejo.





Porque não vejo outra explicação para o fato de que o Brasil vai de mal a pior e, cala-te boca!, quase que chego a ver um palco inteiro de dançarinos de tango a não se fitar, e sim a fitar-nos a nós outros, cheios não mais de tristeza, e sim de sorrisos e escárnios, pelados como prometeu aquele que o qual não ouso mais pronunciar o nome e que se ri à solta a cada vez que a seleção verde e amarela se põe em campo a cometer desatinos.


Tenho comigo que bailaremos (e cuide-te Portugal com las castañolas que vienen de más detrás, creadas que fueran por los fenicios ya hai tres mil anos porque la armada España avanza!) ao som de um tango miserável. Não mais o tango de periferia, homoerótico, e sim o tango atual, balanceado entre a Jabulani e a estridência das vuvuzelas!


Chile, venga, venga que temo, me apavoro, ter que ir pentear lhamas nas Cordilheiras. É para lá que vou, levar cusparadas de lhamas, depois de segunda-feira. CALA BOCA MARADONA! Porque se o tango é um pensamento triste que se pode dançar, mais triste será dançar ao som do tango.



4 Comentários:

pinguim disse...

Fabuloso post, meu querido Sérgio!!!!
Excelente a ligação que fazes entre a música e o futebol e neste vídeo excelente do Gotan Project, está realmente bem patente todo o homoerotismo do tango.
E, mesmo que te custe a admitir, começas a interiorizar aquilo que eu disse desde o início da Copa: a Argentina vai ser campeã, não por glória de Maradona, mas porque na actualidade tem alguns dos melhores jogadores do mundo...
Quanto ao Brasil/Portugal acabou com o desfecho mais justo: um nulo!
E quanto às próximas partidas, vocês têm a tarefa facilitada (três jogadores chilenos titulares não jogam), mas não fácil.
Quanto a nós, acredita-me, se não me dá grande prazer derrotar o Brasil dar.me-à um prazer imenso despedir os "nuestros hermanos " e as suas castanholas para casa ao som de um bom fado corrido; sim, porque um fado não é só tristezas...

Não te admires se eu vier buscar este vídeo e alguma da tua inspiração para um futuro post; não será roubo, mas sim homenagem a quem tão bem escreve.
Beijos.

Redneck disse...

Querido João, depois daquela breve conversa, e do jogo, com a classificação, merecida, de Gana (para quem eu torcia), vamos aos fatos: eu, ao contrário de você, não admitirei jamais que o *(&^%$*(&& será campeão, nem que o seja. Me calarei e ficarei de luto se tal ocorrer. Acho que ainda farei mais e 'homoerotizarei' o time inteiro, daquele um até o goleiro. Quanto a Portugal e Brasil, embora consideres justo, ficou a sensação de que o bom futebol brasileiro está lá no passado. E não acho que o Chile seja fácil porque, veja os EUA, o Japão e a Coreia do Sul. Alguns times têm sido uma surpresa. E em futebol qualquer previsão é arriscada: veja mesmo a própria Espanha, que entrou como favoritíssima e você viu o que aconteceu. E ainda Itália e França. Agora, vamos ambos de novo. Vocês, com las castañolas, e nós com las llamas. Se vai dar samba ou fado corrido, esperemos, esperemos sempre. Fique à vontade para usar o que quer que seja deste espaço. Ele é seu. Beijo!

pinguim disse...

O meu "amor" pelos espanhóis é só comparável ao teu pelos...(cala-te boca)...
Assim sendo, vamos comê-los, pelo menos assim o espero.
E se assim for, sem entrar em fantasias demasiadas, poderemos bem chegar às meias, e aí teremos provavelmente os teus "amigos" das pampas... e aí: pára o baile para nós, portugueses, embora com todo o apoio da nação brasileira.
No outro lado, vocês vão ultrapassar com maior ou menor dificuldade, o Chile, primeiro, e muito provavelmente a Holanda, depois.
Na final que antevejo - Brasil/Argentina, a coisa não sei não: torço por vocês, mas parece que este Mundial está talhado para os Messi e Cª...Deus queira que me engane!!!!

Redneck disse...

João, se vamos comê-los, vamos comê-los. Diante dessa sua proposta, digo que estou pronto a me transformar num antropófago. Ou seria num antrohomopófago? Se esse final que você antevê se realiza, terei que me baldear para Portugal para evitar a convivência forçada que se me obriga a geografia aqui da América Latina. Aguarde um novo emigrante from Brazil! Beijo!

Autor e redes sociais | About author & social media

Autor | Author

Minha foto
Redneck, em inglês, define um homem rude (e nude), grosseiro. Às vezes, posso ser bem bronco. Mas, na maior parte do tempo, sou doce, sensível e rio de tudo, inclusive de mim mesmo. (Redneck is an English expression meaning rude, brute - and nude - man. Those who knows me know that sometimes can be very stupid. But most times, I'm sweet, sensitive and always laugh at everything, including myself.)

De onde você vem? | From where are you?

Aniversário do blog | Blogoversary

Get your own free Blogoversary button!

Faça do ócio um ofício | Leisure craft

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!

NetworkedBlogs | NetworkedBlogs

Siga-me no Twitter | Twitter me

Quem passou hoje? | Who visited today?

O mundo não é o bastante | World is not enough

Chegadas e partidas | Arrivals and departures

Por uma Second Life menos ordinária © 2008 Template by Dicas Blogger Supplied by Best Blogger Templates

TOPO