Blog Widget by LinkWithin
Connect with Facebook

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Folhinha

Antigamente, chama-se folhinha ao calendário que invariavelmente ficava pregado na porta da cozinha ou num móvel. Alguns o colocavam na porta do banheiro para, não sei bem porque, talvez lembrar-se de datas enquanto satisfazia as necessidades básicas que costumam se satisfazer no banheiro. Ou, ainda, durante a secagem pós-banho, olhar a folhinha e ver que banho após banho, as células enrugavam-se tal qual se aproximava o fim ou começo de mais um ano.


As folhinhas são mais raras e todo mundo tem um calendário no celular ou no talão de cheques. Raros são os que consultam os calendários de papel. A folhinha, como muitas outras coisas, está em extinção.


Talvez por isso, a empresa italiana Pirelli, que publica o famoso Calendário Pirelli, tenha mudado a folhinha de modelos nuas que estampavam, notadamente, as oficinas mecânicas e os bastidores dos postos de gasolina, e passou a dar tratamento de arte a um objeto que, por si mesmo, perdeu a função original. O calendário da Pirelli começou a ser produzido em 1964. Mas, somente a partir de 1985 é que começou a colocar top models nos meses. Depois disso, tornou-se cult. E, depois ainda, as mulheres passaram a dividir as páginas mensais com os homens.


Para a edição de 2011, que urge aí na porta, a Pirelli fez festa de estreia em Moscou. A 38ª. edição da folhinha mais luxuosa do mundo, "The Cal", como é chamado pela empresa, foi assinada pelo estilista Karl Lagerfeld. No estúdio que mantém em Paris, Lagerfeld criou o calendário "Mithology". São 36 imagens que retratam 24 temas de divindades, heróis e mitos. São 21 protagonistas (15 mulheres e 5 homens), entre os quais a atriz Julianne Moore e a modelo brasileira Isabeli Fontana. Abaixo, 12 imagens  da edição 2011.














2 Comentários:

pinguim disse...

A disseminação deste tipo de calendários feitos com extremos cuidados e exibindo belos corpos de mulheres ou de homens, alguns deles com fins de beneficência, tem-se vindo a incrementar.
Uns melhores, outros mais propagandistas, são afinal uma evolução normal e sofisticada daqueles calendários com a Marilyn na capa, que abundavam nas casernas e nas barbearias de bairro.
Eu gosto muito dos "Dieux du Stade"!

Redneck disse...

Todo mundo agora resolveu posar nu para causas humanitárias, né? Eu também vou posar. O meu motivo? Pelo humanitarismo, puro e simples. Sendo eu humano, suponho, posso posar nu apenas pelo fato de tentar cooptar mais humanos para a causa do humano em si. Entendeu? Nem eu. É só uma desculpa como outra qualquer. Ainda assim, eu gosto desses calendários modernos. E, como você, eu também gosto muito dos Dieux du Stade. Beijo!

Autor e redes sociais | About author & social media

Autor | Author

Minha foto
Redneck, em inglês, define um homem rude (e nude), grosseiro. Às vezes, posso ser bem bronco. Mas, na maior parte do tempo, sou doce, sensível e rio de tudo, inclusive de mim mesmo. (Redneck is an English expression meaning rude, brute - and nude - man. Those who knows me know that sometimes can be very stupid. But most times, I'm sweet, sensitive and always laugh at everything, including myself.)

De onde você vem? | From where are you?

Aniversário do blog | Blogoversary

Get your own free Blogoversary button!

Faça do ócio um ofício | Leisure craft

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!

NetworkedBlogs | NetworkedBlogs

Siga-me no Twitter | Twitter me

Quem passou hoje? | Who visited today?

O mundo não é o bastante | World is not enough

Chegadas e partidas | Arrivals and departures

Por uma Second Life menos ordinária © 2008 Template by Dicas Blogger Supplied by Best Blogger Templates

TOPO